Assine

5 dicas para montar uma lancheira saudável

publicado em 12 de de abril 2017 por Evelyn Cristine | comentar

Caso a criança tenham o diagnóstico de doença celíaca ou de alergia imediata ao glúten, devem retirá-lo integralmente da dieta. Se a nova alimentação for bem acompanhada por profissionais da saúde, a exclusão de alimentos com glúten ou leite não fará com que eles fiquem sem todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento. 😉

5 dicas para montar uma lancheira saudável

5 dicas para montar uma lancheira saudável

“Os produtos mais consumidos pelas crianças são feitos com o trigo refinado e esse alimento quase não possui vitaminas, minerais e fibras, e têm muito amido, que é um carboidrato simples, de índice glicêmico muito elevado, maior que o do açúcar, portanto eles não acrescentam nutrientes à dieta”, diz a nutricionista Maíra Correa.

De acordo com a nutricionista, eles podem ser substituídos por batata, mandioca, batata-doce, barrinhas de arroz, farinha de milho, de mandioca, entre muitos outros alimentos. Todos eles, com maior valor nutricional que o apresentado pela farinha de trigo.

Já entre as crianças diagnosticadas com alergia à proteína do leite de vaca (APLV,) é necessário que se retire inteiramente o leite da dieta. Ele pode ser substituído por leites vegetais como o de arroz, o de inhame ou de oleaginosas, como amêndoas ou castanha de caju. Tais substituições também não trarão problemas aos pequenos.

Uma alimentação completa e variada, com carnes, verduras, legumes, frutas, leguminosas e cereais integrais, por exemplo, oferece todos os nutrientes que o corpo necessita, inclusive o cálcio, e as condições para que todos eles sejam bem absorvidos e utilizados.

Não há, portanto, necessidade de suplementação destas vitaminas e minerais, e quando houver, quem deve fazer a suplementação individualizada é um nutricionista. O grande desafio dos pais ao descobrirem alergias alimentares em seus filhos, é o constante monitoramento, principalmente fora de casa, sobre o que ele está comendo para evitar possíveis contaminações. Conscientizar as pessoas que convivem com a criança, como avós, professores, amigos e tios é uma tarefa diária. Uma dica é escrever uma lista de alimentos proibidos, acompanhada de uma descrição clara do que eles podem provocar e deixar sempre dentro da mochila ou outro pertence da criança. Além disso, é preciso ficar de olho durante festas e outros eventos para ter certeza que nada foi oferecido para a criança sem a autorização dos pais.

5 dicas para montar uma lancheira saudável

1. Coloque uns lanchinhos extras livres de glúten e/ou leite para o caso de não haver nada que possa comer na escola

2. Ofereça variedade de alimentos para que a criança não se canse em virtude das poucas opções

3. Quando for levá-la a festas, tente preparar alguns petiscos sem glúten e/ou sem leite para que ele “resista” aos feitos com as proteínas

4. Incentive seu filho a ajudá-la a preparar bolos e biscoitos sem glúten e/ou sem leite

5. Não esqueça de conversar com a direção da escola para a criança não correr o risco de pegar um alimento com glúten e leite de amigos

Leia mais:
Dicas de lanches saudáveis para o intervalo do trabalho
Dicas para incluir o ovo nos lanches da tarde

* Matéria extraída da Coleção Viva Saúde Especial Sem Glúten e Sem Lactose

Quer receber a revista Dieta Já! em casa?
Assine agora e ganhe 6 meses grátis de outro título.

comente!