Assine

7 dicas e atitudes para comer bem no inverno e manter a boa forma

publicado em 03 de de setembro 2016 por Evelyn Cristine | comentar

No inverno, as pessoas tendem a engordar um pouco e segundo Rodrigo Polesso, criador do programa de emagrecimento online Código Emagrecer de Vez, existem dois principais motivos para isso, sendo um fisiológico e outro comportamental. “O corpo tende a gastar energia para se manter aquecido e por isso sentimos mais gula por energia rápida, como alimentos processados e carboidratos refinados; mas também ficamos mais em casa, e por isso encontramos mais diversão na cozinha do que no parque”, explica. Veja 7 dicas e atitudes para comer bem no inverno e manter a boa forma! 😉

7 dicas e atitudes para comer bem no inverno e manter a boa forma

7 dicas e atitudes para comer bem no inverno e manter a boa forma

1.   Troque salada por vegetais quentes

Como muitas pessoas deixam a salada de lado durante o inverno, Polesso sugere incluir vegetais crucíferos, como couve, repolho e brócolis. Eles ajudam na saúde do fígado, que é responsável por digerir apropriadamente as gorduras e proteínas. “Estes vegetais são muito bem-vindos e se preparados na manteiga, por exemplo, podem perfeitamente substituir uma salada e promover ainda mais saciedade”, explica Polesso, que alerta ainda que os legumes cozidos em água podem perder muitos nutrientes, já que os mesmos se diluem na água.

2.   Opte pelo abacate

Valorize o abacate. Rico em gordura de qualidade e não causa impacto nos hormônios responsáveis por acumular gordura. “Ele ainda é uma ótima pedida e pode ser degustado doce ou salgado”, conta Rodrigo, sugerindo a preparação de guacamole como prato para acompanhar carnes. “Uma dica rápida para matar aquela vontade louca por doce é cortar um abacate no meio e colocar um pouco de adoçante natural por cima, como Stévia, Xilitol ou Eritritol”.

>>> Sopa fria de abacate
>>> Torta doce de abacate
>>> Vitamina de abacate funcional

3.   Carnes e peixes no lugar de carboidratos

Alimentos naturais que são fontes de proteína de qualidade geralmente vêm acompanhados também de boas gorduras. Esta combinação proporciona nutrientes e vitaminas essenciais para o corpo, além de dar mais saciedade e colaborar com o bom funcionamento hormonal e metabólico do corpo. O que não é o caso dos carboidratos processados e refinados, como pães, massas e doces.

4.   Chás e café ainda são vantajosos

Café e chás que contêm cafeína, como o chá verde e o chá preto, são bons estimulantes e podem acelerar o metabolismo, mas não de uma forma significativa para emagrecer. “Não deposite suas esperanças nestes alimentos para aumentar a queima de gordura“, alerta. O especialista afirma que são ótimos alimentos para consumir em tempos de frio. “Beber café e chás em quantidade moderada é uma ótima forma de ajudar a driblar a vontade de comer algo não saudável, já que a cafeína é um supressor natural de apetite”. Consuma sem açúcar.

5.   Aproveite para dormir bem

O tempo frio encoraja as pessoas a terem noites de sono mais agradáveis, isso pode ser ótimo para emagrecer.  Para Polesso, o sono profundo é essencial para o bom funcionamento geral hormonal e metabólico do corpo. “Quem dorme pouco ou tem sono de má qualidade pode ter muitos problemas de saúde, incluindo o estresse capaz de aumentar o hormônio cortisol, que aumenta o acúmulo de gordura no corpo. Dormir de 7 a 9 horas por dia é o recomendado, e não há nenhum problema em dormir um pouco mais nos dias de folga“, explica.

>>> Aprenda a tratar distúrbios do sono em casa
>>> O sono tem relação com o metabolismo?
>>> Dicas para ter um sono revigorante

6.   Ovos e bacon estão liberados

Ovos e bacon são excelentes fontes de proteína e gorduras de qualidade. “Ovos inteiros são ótimas fontes de proteínas, gorduras e vitaminas de todos tipos, e ainda dão saciedade sem impactar negativamente o metabolismo e o funcionamento hormonal do corpo. O bacon é mal visto por muita gente, mas poucos sabem que ele é uma fonte de gorduras de qualidade, já que 50% das gorduras do bacon são do tipo monoinsaturada, que ajudam a reduzir os níveis de colesterol ruim no sangue“, explica citando pesquisas da revista Clinical Nutrition and Metabolic Care e da McMaster University.

7.   Alimentar-se bem do que é correto

Por fim, Polesso destaca a importância de valorizar os alimentos naturais que são fontes ricas gorduras e proteínas de qualidade e deixar de lado o alto consumo de açúcar e carboidratos refinados. “Não é justo ficarmos passando vontade e fome durante essa época do ano. Este é o momento de degustarmos alimentos ricos em nutrientes, sabor e que nos saciam”. Quando se foca na qualidade dos alimentos, a quantidade passa a ser controlada automaticamente, já que o corpo irá regular o apetite corretamente e reprogramará o metabolismo para a queima do excesso de gordura e manutenção do peso ideal, sem a nossa intervenção consciente, assim como sempre aconteceu ao longo da história da nossa espécie”, conclui.

* Agradecemos ao Rodrigo Polesso, que é certificado em Nutrição Otimizada para Saúde e Bem-Estar pela Universidade Estadual de San Diego, Califórnia e criador do programa de emagrecimento online Código Emagrecer de Vez, pelas dicas.

Quer receber a Revista Dieta Já! em casa?
Assine agora e ganhe 6 meses grátis de outro título.

comente!