Assine

Após cobranças constantes da família para emagrecer, leitora elimina 35 kg sem sair da linha

publicado em 12 de de janeiro 2017 por Evelyn Cristine | comentar

Texto Rita Santander | Adaptação Web Evelyn Cristine

Luciana Costa, leitora da revista Dieta Já!,  ouviu a frase “escolha o seu difícil” em um grupo do qual participa e trouxe para a vida. Para ela, perder 35 kg não foi difícil, pois era muito pior estar fora do peso e não gostar de si mesma. Após cobranças constantes da família para emagrecer, nossa leitora conseguiu eliminar os quilinhos extras sem sair da linha. Confira essa história de sucesso e inspire-se! 😉

Após cobranças constantes da família para emagrecer, leitora elimina 35 kg sem sair da linha

Após cobranças constantes da família para emagrecer, leitora elimina 35 kg sem sair da linha

Há cerca de alguns meses, a empresária de Praia Grande (SP) Luciana Costa estava se arrumando para sair de casa e, ao baixar-se para amarrar o calçado, sentiu que o quarto todo viria abaixo, de tanto que girava. “Foi uma sensação horrível de mal-estar, e esse foi o momento em que decidi que precisava perder peso definitivamente”, conta.

Luciana conta que sempre foi gordinha e nunca teve problema para se alimentar, desde a infância. Lembra que as irmãs, sempre magras, passavam para o prato dela tudo o que não queriam das refeições, e ela comia com muito gosto. Mesmo muito alegre e sendo aquela amiga que coloca todo mundo para cima, lá dentro ela não se sentia bem. “Em casa, chorava sozinha porque não gostava de mim. Não entendia como as pessoas me chamavam para sair e queriam minha companhia se nem eu mesma queria”, ressalta a empresária.

Ela chegou a pesar 111,5 kg e era alvo de cobranças constantes da família, que a pressionava para perder peso. Nessa fase, já não tinha ânimo para sair de casa, não tinha roupas que serviam e queria ficar de moletom o dia todo. Deixou de ir à praia e, quando se animava a ir, não tirava a canga. A moça de 27 anos, sempre alegre, passou a andar na rua olhando para baixo.

Método Ravenna

Foram várias dietas testadas e “desaprovadas” por Luciana durante anos de vida. Com algumas ela conta ter conseguido perder peso, porém, a ansiedade por resultados e as conquistas lentas não a estimulavam a continuar nesses casos, e, a cada desistência, eram alguns quilos a mais que ganhava.

“Um dia meu pai soube por um amigo de uma clínica de emagrecimento em São Paulo, e decidi conferir”, conta Luciana. “Fui por vontade própria e tomei essa atitude por mim. Ninguém me obrigou, e foi minha determinação que me fez pegar a estrada com frequência de Praia Grande a São Paulo para as pesagens, consultas e sessões de terapia.”

Para Luciana, a dieta elaborada especialmente para ela a fez acreditar que esta será uma reeducação alimentar definitiva, já que conseguiu ver rapidamente os resultados. “Eu eliminei 9 kg no primeiro mês, e isso me deixou muito motivada. Ao todo já foram 35 kg, e a meta da clínica para mim é 43 kg em nove meses, mas devo alcançar com um mês de folga”, comemora.

Mudança de vida

Para alcançar essa meta, Luciana é bastante disciplinada na sua alimentação de, no máximo, 800 calorias diárias. Não sai nunca da linha e, quando sai com os amigos, ou leva sua marmitinha ou se alimenta em casa, para não furar a dieta. “Tudo que eu como tem um peso certo para consumo. Faço quatro refeições diárias com, no máximo, seis horas de intervalo, e tirei totalmente o álcool, o açúcar e os carboidratos refinados”, diz a empresária, que conta ainda que o mais difícil é beber os quatro litros de água recomendados por dia. “Tenho que colocar alarme para me lembrar disso”, diverte-se.

Os exercícios nunca foram um problema para ela, porém, após perder peso, adquiriu mais gosto por eles, e pratica ioga, caminhadas e anda de bicicleta, para ajudar na perda de peso. “Gosto muito de musculação, porém, a dieta restrita ainda não me permite fazer um treino pesado, pois não teria energia para isso. Devo voltar a praticar na fase de manutenção da dieta, quando poderei ingerir mais calorias”, ressalta. “Pensei que não conseguiria tirar pão, macarrão e arroz da alimentação, mas isso foi fácil, e essa alimentação natural me deixa menos ansiosa que eu era”, aponta.

A ideia de ir para a musculação é enrijecer a musculatura e dar a barriga chapada com a qual Luciana sonha. Isso deve mantê-la longe da cirurgia para remoção de pele, já que acredita que terá os resultados desejados malhando. 😉

Revista Dieta Já! Ed. 257
Quer receber a nossa revista em casa?
Assine agora e ganhe 6 meses grátis de outro título.
comente!