Assine

Como driblar a preguiça para ir treinar durante o inverno

publicado em 14 de de agosto 2015 por Kelly Miyazato | comentar

Por Louise Vernier, Rita Trevisan e Suzel Tunes | Fotos Fausto Roim | Adaptação Kelly Miyazato

Confira as dicas de como driblar a preguiça para ir treinar durante o inverno

Confira as dicas de como driblar a preguiça para ir treinar durante o inverno

Se a sua vontade é ficar deitada o dia inteiro, saiba que mesmo nessa posição é possível emagrecer. Como? Basta conhecer o nosso programa que promete eliminar 100 calorias a cada 10 minutos de treino!

Ao acordar, você se depara com aquele tempo frio, chuvinha batendo na janela e pensa “posso ficar mais 1 hora na cama ou ir malhar”. Qual a sua resposta? Se for a primeira alternativa, saiba que durante o inverno os dias ficam mais gelados e úmidos, então é normal que você comece a ver aquela nossa velha amiga, a preguiça, com muito mais frequência. Ela diz exatamente o que já comentamos: a cama de manhã é muito mais gostosa e que levantar para ir à academia pode ser muito cansativo. Nessas horas, brigar com a preguiça nem sempre resolve. Mas é possível adotar outra estratégia, e muito mais motivadora: convidá-la para treinar junto com você. Se a preguiça não vai embora e o corpo insiste em ficar deitado, faça exercícios exatamente nessa posição, e por que não?

Segundo Luiz Carlos Radtke Júnior, atleta, preparador físico e coordenador de fitness da academia Funcional Life (SC), o treino que se faz deitado pode ser tão eficaz quanto o realizado em pé. “Não há diferença, podemos escolher uma posição ou outra conforme as necessidades ou a situação”, afirma o preparador. E isso inclui uma boa perda calórica, que é justamente o que queremos para garantir um corpinho impecável, o ano todo.

  • Mais rápido e intenso

O treinamento proposto por Júnior Radtke, se feito em intensidade alta, permite queimar 100 calorias a cada 10 minutos. Aliás, o ideal é que o exercício seja realizado de forma mais intensa, mantendo a frequência cardíaca elevada durante toda a prática. “Atividades físicas com maiores intensidades são melhores para a perda de gordura em comparação àquelas de longa duração e baixa intensidade”, explica o preparador. Inicialmente, o treino dura apenas 15 minutos. Mas depois, com o ganho de condicionamento físico, você pode estender o tempo de execução de cada exercício, fazendo o treino render até 40 minutos e, assim, chegar a queimar 400 calorias. O trabalho deve ser feito em forma de circuito, ou seja, realiza-se uma série de cada exercício, tentando não fazer intervalos de descanso entre eles. Quando você terminar as oito atividades propostas por esse programa, deverá fazer uma pausa de 4 minutos e, então, repetir todas. “A sugestão, na primeira semana, é começar executando duas séries desse circuito, fazendo 20 segundos de execução em cada um deles. Na segunda semana, pode-se aumentar para três séries, com 30 segundos de execução em cada exercício e assim progressivamente, nas semanas posteriores”, explica o preparador.

  • O tempo certo

Três vezes por semana, em dias alternados, é a frequência ideal para se manter em forma, sem sobrecarregar o organismo. “E é importante não deixar de lado nem o aquecimento prévio nem o alongamento posterior ao treino”, adverte Radtke. O aquecimento geral é importante para evitar lesões. Para aquecer, o preparador sugere executar algumas repetições do próprio exercício que será feito na série, só que de maneira mais suave, com menos intensidade, ou seja, sem carga. Já o alongamento pós-treino tem a função de evitar um encurtamento muscular a longo prazo. “Ele deve ser feito sempre com muito cuidado, tendo o único objetivo de relaxar”, finaliza.

Clique aqui e veja o treino para queimar calorias e definir o corpo.

*Cabelo e Make: Michele Honório, do Moça Bonnita Instituto de Beleza | Endocrinologista e blogueira fitness Giulianna Pansera usa roupas Brô Fitwear e tênis Nike.

 Revista Dieta Já | Ed. 244

comente!