BUSCAR!
bolos cenoura dia doces framboesa inverno massas receita
Nutrição
 
  Novo vilão no universo infantil
Para combater o colesterol, que acomete cada vez mais as crianças, nada melhor do que corrigir a alimentação e sugerir exercícios

POR KARINA FUSCO

As conseqüências dos hábitos modernos, como andar de carro e ver tevê, aparecem na saúde de toda a família. Um dos problemas comuns é a obesidade infantil, que já afeta uma em cada quatro crianças brasileiras, de acordo com o LatinPanel, do grupo Ibope. Com ela, vem uma série de doenças, como o colesterol ruim (LDL) elevado. "À medida que aumentam os casos de obesidade infantil também crescem os casos desse mal", afirma o pediatra e nutrólogo Fábio Ancona Lopes, de São Paulo.

A luta para normalizar o nível do colesterol e colocar a saúde em dia, antes preocupação apenas de adultos, agora também está entre muitas crianças. Para que se tenha êxito nessa empreitada precoce, porém, são necessárias mudanças de hábitos, o que deve não só atingi-los, mas a família inteira. "Em toda casa, em que há crianças com colesterol alterado, todos que ali moram e dividem a geladeira com elas têm que participar", diz a endocrinologista Claudia Cozer, diretora da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso).

Ao saber que o filho está com o colesterol elevado, em vez de sair do consultório com uma prescrição de medicamentos, os pais costumam ouvir do médico que o garoto (ou a menina) tem de comer direito e fazer exercícios.

Como explica a médica Claudia Cozer, onde está escrito alterar a alimentação leia-se aumentar o consumo de fibras e reduzir gorduras, principalmente a perigosa trans. "É preciso visitar a nutricionista, para informar-se corretamente sobre o melhor cardápio para a criança que está com essa doença", afirma.

Para a nutricionista Bruna Dinalli, da Clínica Biodiet, de São Paulo, gordura, frituras, alimentos prontos e, por outro lado, poucas fibras, frutas e verduras podem elevar o mau colesterol infantil. As alterações necessárias na alimentação para reverter esse quadro são fáceis e acessíveis. Entre as dicas de Bruna está "capriche no café da manhã, que é uma das refeições mais importantes". Isso porque depois da noite toda em jejum é preciso repor energias, diz. "Caso a criança não tenha o hábito de comer de manhã, comece com uma fruta ou com um copo de suco ou leite e, aos poucos, acrescente outros alimentos", aconselha.

Outras mudanças sugeridas são:
1. fazer um lanche intermediário entre as refeições;
2. consumir legumes, verduras e frutas, de preferência com casca;
3. incluir cereais integrais, leite e derivados semidesnatados ou desnatados, já que eles contêm menos gordura, mas não menos cálcio.

"São condutas importantes, que facilitam a diminuição do colesterol", ressalta.

Também é preciso consumir alimentos integrais, como aveia, linhaça e germe de trigo. Eles diminuem a velocidade da absorção de carboidratos, além de fazer uma limpeza de gorduras do organismo e estimular o intestino. Se a criança não gosta disso, vale disfarçá-los dentro da alimentação habitual dela. "A aveia pode ser anexada ao arroz na última fase do cozimento, na sopa ou no purê de batatas. A criança comerá sem perceber...", indica.

A maioria dos casos de crianças com colesterol alto está relacionada com a má-alimentação e o sedentarismo. O pediatra Fábio Ancona Lopes afirma: "Há crianças que, mesmo magras, têm o colesterol ruim aumentado por alterações genéticas". Por sua vez, a endocrinologista Claudia Cozer sugere que os pais estimulem as crianças a reduzir as horas na frente da tevê, do videogame e do computador e a aumentar as brincadeiras ao ar livre e os esportes. Segundo ela, se a orientação de mudança de estilo de vida for seguida, em três meses já é possível perceber a redução do LDL. "Isso é feito até normalizar o colesterol", diz.

Embora se fale sobre casos em que são receitadas estatinas para reduzir o colesterol infantil, a médica esclarece que só em último caso é prescrita essa medicação. "Ela age diminuindo o colesterol ruim, mas pode, por exemplo, alterar o nível de enzimas do fígado", afirma. Na opinião da especia-lista, para tratar crianças e adolescentes com esse tipo de problema, quanto menos remédios forem utilizados e quanto mais estimulada a qualidade do estilo de vida, melhor.

Para ajudar a perder peso
 Caminhar, correr, nadar e pedalar, que são aeróbicos, por pelo menos 40 minutos três vezes por semana. Por exemplo: na 2ª-feira ele faz natação, na 4ª-feira, caminhada e na 6ª-feira, natação outra vez. "Mas o ideal é que a criança faça o que for mais prazeroso para ela", diz Edirlene.
 Para os adolescentes é legal exercitar os músculos, o que pode ser feito na 3ª-feira e na 5ª-feira, por exemplo, alternando com os exercícios aeróbicos. Devem ser feitas duas séries de 15 a 20 repetições por exercício, como peitorais, abdominais, etc.

É preciso se mexer
De acordo com a educadora física Edirlene Reis Rana, de São Paulo, o objetivo principal da prescrição de exercícios físicos para a criança e o adolescente obesos é criar o hábito e o interesse e não visar desempenho. "Deve-se priorizar a inclusão da atividade física no cotidiano de forma agradável e prazerosa", afirma. Ela diz que o apoio dos familiares, por exemplo, indo junto a uma caminhada ou à natação, é fundamental.

ofereça só o que é bom
Sugestão de um cardápio, da nutricionista Bruna Dinalli, para a criança obesa e com o colesterol alto
CAFÉ DA MANHÃ
● 1 xíc. (chá) de cereal matinal sem açúcar
● 1 iogurte ou leite desnatado (200 ml)
● 1/2 mamão papaia picado
LANCHE DA MANHÃ
● 1 copo de suco de soja light
ALMOÇO
● 1 prato de sobremesa de salada crua e legumes
● 3 col (sopa) de arroz
● 3 col. (sopa) de feijão
● 1 bife pequeno grelhado
● 1 pote de salada de frutas
LANCHE DA TARDE
● 2 fatias de pão integral light com cream cheese light
● 1 copo (200 ml) de suco
JANTAR
● 1 prato de sobremesa de salada de alface e tomate
● 3 col (sopa) de arroz
● 3 col. (sopa) de feijão
● Sobrecoxa assada sem pele
● 1 gelatina
CEIA
● 1 copo de leite semidesnatado

 

Emagrecimento :: ed 109
Programa de emergência: acredite na sua força para emagrecer de vez!
Saúde :: ed 199 - 2011
Corpo durinho e 7 kg a menos! em apenas 21 dias
Emagrecimento :: ed 206 - 2012
Perca peso de uma vez por todas
Notícias :: 07/08/12
Aprenda a fazer um delicioso estrogonofe de legumes
Notícias :: 07/08/12
Corpo de volta depois da Gravidez
Notícias :: 06/08/12
Abuse do poder da aveia
Edição 210 | EXPEDIENTE

BUSCAR!

Faça já a sua assinatura!

Corpo a Corpo

A revista completa de beleza

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!

Dieta Já!
Conquiste o corpo que semprequis.

Assine por 1 ano
9x de R$ 9,20
Assine!
Outras ofertas!

Molde & Cia

Exclusiva como você.

Assine por 1 ano
11x de R$ 9,27
Assine!
Outras ofertas!

Viva Saúde

Pra viver mais e melhor

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS